AZUL & ROSA

MENINO VESTE AZUL – MENINA VESTE ROSA

 (Provérbio Chinês) “Cem homens podem formar um acampamento, mas é preciso uma mulher para fazer um lar”.

Sob a ótica da racionalidade e do bom senso, penso que está correto quando, simbolicamente, a cor informa os diferentes atributos naturais próprios do menino ou da menina.

Temos que aceitar a desigualdade estabelecida pelas leis da natureza, menino sempre será a fonte de geração de espermatozoides, menina sempre será fonte de geração de óvulos, assim é, porque assim está escrito no livro da natureza, independentemente de qualquer ideologia.

Ao atingirem a maturidade, as atividades de cada um também diferem. Por força do próprio instinto ambos despertam para o acasalamento afim de cumprir o propósito natural imposto pelas leis da natureza, qual seja, o propósito da perpetuação da espécie, sob pena de ser extinta.

As desigualdades são gritantes, somente a mulher pode engravidar e amamentar, assim, a natureza a torna apta para cumprir seu papel maternal.

Somente o homem pode fecundar, portanto o homem assume a responsabilidade e o dever de prover o sustento da sua prole imatura afim de garantir a sobrevivência.

Além de cumprir os imperativos categóricos kantianos, (Não faça aos outros o que não deseja que façam a ti) deve o casal preencher os requisitos de idoneidade física, ética, moral e financeira.

Assim o casal estará apto para cumprir a nobre missão de constituir uma família digna de um lar.

Nenhuma ideologia pode mudar os conceitos estabelecidos pelas leis da natureza.

É óbvio que as cores não mudam os atributos naturais da menina ou do menino, mas para facilitar a identificação e dar maior segurança e praticidade em alguns casos como, por exemplo, no período crítico do pós-parto devemos aceitar que; se no berçário da maternidade está convencionado que a cor rosa simboliza a menina, e a cor azul simboliza o menino, não vejo motivos para não aceitar tal forma de identificação das diferenças.

 “Menino veste azul, menina veste rosa”, argumentou sabiamente a nossa Ministra Damares Alves.

Publicado por:

INSTITUTO DE PESQUISA DO “SER

Valério Fornari – valeriofornari@gmail.com

(11) 9 8108 0200

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.