PSEUDOCIÊNCIA NO SÉCULO XXI

Segundo Einstein: (Toda a nossa ciência comparada com a verdade continua primitiva e infantil)

Este recado é bem atual e vale para todas as disciplinas. Felizmente, no momento em que constatei que a física contemporânea ainda não havia ultrapassado o estágio da pseudociência, na medida em que continua fiel ao equivocado modelo padrão do átomo divisível, resolvi agir para encontrar soluções adequadas.

Na verdade, por incrível que pareça, a nossa ciência ainda não foi inaugurada, nossos cientistas ainda não encontraram a substância primordial da qual são feitas todas as coisas. Nossos filósofos ainda não encontraram a pedra filosofal, de onde emerge a verdade absoluta.

Os educadores não cumpriram a exortação socrática (Homem conheça-te, a ti mesmo), não cumpriram a exortação nazarena (Conhecereis a verdade e ela vos libertará), assim não conhecem a si mesmos, por extensão não conhecem seu semelhante e não conhecem o propósito do ser humano aqui e agora, por consequência não estão prontos para educar.

Os fatos confirmam que a cartilha adotada pelos nossos educadores situa-se há anos luz da verdade, ela traz apenas conhecimentos periféricos sem a menor eficácia.

Por conta disso, nossos presídios permanecem abarrotados de delinquentes. Vivemos a total banalização do crime contra a vida, estamos cercados de ladrões, assaltantes, estupradores e criminosos em todos os estratos sociais, temos que conviver com o medo, a insegurança, a injustiça, a corrupção e a miséria num Planeta com a possibilidade real de ser o jardim de delícias para todos.

Toda esta lamentável situação se deve a imprudência, negligência ou imperícia, de nossos educadores que desfrutam o bônus do cargo, mas não assumem o ônus  da responsabilidade de ensinar a verdade, escrita no código de ética pela mão infalível da natureza, única dona da verdade absoluta. O resultado nefasto, com maior ou menor intensidade, se perpetua em todos os quadrantes do Planeta.

Pergunta que não quer calar:

Porque os fundamentos da cartilha adotada pelos nossos educadores, na prática, não tem a menor eficácia?

Resposta: Temos que admitir que o nosso sumo educador ainda não entendeu o alcance da dinâmica da ética humana que emerge do “Ser” absoluto, unidade de matéria universal, que contém a resposta cabal as perguntas milenares: De onde viemos? De que, somos feitos? Qual nosso propósito? Para onde vamos?

Para adentrar num tema de tal complexidade e explicar a unidade de matéria da qual tudo deriva, fundei o INSTITUTO DE PESQUISA DO “SER” (IPS). A pesquisa foi desenvolvida primando sempre pela total racionalidade em perfeita sintonia com as leis da física, compreendidas aqui, como as leis da ciência da natureza.

Assim me senti pronto e encorajado para o trabalho de busca. Eu sabia que a tarefa não seria fácil, pois a pesquisa se estende desde os primórdios da civilização, envolvendo vários filósofos e grandes pensadores como, por exemplo, Tales de Mileto (624 – 545 a. C.) e seus discípulos Anaximandro e Anaxímenes, os atomistas materialistas Leucipo e Demócrito e muitos outros, até chegar á equação einsteiniana da massa E=mc².

Observei que os pesquisadores contemporâneos, mesmo com todos os recursos disponíveis e com todas as técnicas instrumentais mais avançadas, como o Grande Colisor de Hadrons (LHC) e outras mais, permanecem cegos, focados apenas no universo massivo, distante anos luz do conhecimento da verdade focada no universo material do “Ser”.

Longe dos mitos, mas próximo do logos, a minha meta se concretiza na revelação da Pedra filosofal (Ser) ou do Santo Graal da ciência (Leis da natureza) que permite esclarecer a formação do Universo, á partir da AUTOGÊNESE (Geração independente de forças ou agentes externos).

Felizmente, á partir do elemento espaço-tempo, seguindo o ritmo ternário da dialética hegeliana, emergiu toda a verdade contida na Pedra Filosofal representada pela equação do “Ser”, E=M x Cdm³ x C²mg  x C²gr (Energia [E] é igual a Matéria [M] multiplicada pela Constante dimensional [Cdm³], multiplicada pela Constante magnética [Cmg²], multiplicada pela Constante gravitacional [Cgr²]).

Com a equação do “Ser” elaborei o MAPA CONCEITUAL DA AUTOGÊNESE DO UNIVERSO que explica a dinâmica da “autogênese” (Geração independente de forças ou agentes externos), a dinâmica do Elã vital bergsoniano (Impulso original da criação de onde provém a vida) e a dinâmica da religiosidade cósmica einsteiniana (Religiosidade sem pertencer a nenhuma religião).

Felizmente, através do INSTITUTO DE PESQUISA DO “SER”, estou revelando para todos os educadores de boa vontade, o fim da pseudociência, estou divulgando a verdade científica para acabar com o obscurantismo científico e por extensão, acabar com o obscurantismo político e religioso que mantém a humanidade em total dormência ética e cultural.

Capaed

 

valeriofornari@gmail.com

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.